Artigos relacionados

Um comentário

  1. 1

    Chirlei

    O policial civil, não só cobrava pelas consultas, como praticamente não via o paciente. Alem dessa fraude, sempre cobrava extra para atendimento do SUS. Em caso de vítimas fatais o responsável pelo exame e/ou embalzamento do corpo era sempre o auxiliar de necrópsia.

    Responder

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

® 2014-2019 Diário de Caratinga - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Xvelox Digital Solutions  Website Security Test